jump to navigation

a bem da verdade… Agosto 1, 2010

Posted by paulo jorge vieira in Uncategorized.
trackback

Bem! Parece uma tourada!
A responde a B. C responde e A. D reponde a C. E responde a F e recebe resposta de G

Mas já agora a bem da verdade (naquilo que sei que é o que foi público na nossa mailing interna) o Luís Rainha saiu por mote próprio do 5 dias. Como ele escreve neste comentário:
quem me “correu” daqui fui eu mesmo, por um imperativo higiénico de não querer partilhar o camarim com o chimpanzé de estimação de quem prefere as cabriolas aos argumentos.

Quanto as touradas propriamente ditas, bela frase de António Figueira neste mesmo espaço:
Eu detesto touradas e acho lamentável que as pessoas possam divertir-se com o espectáculo de espetar ferros no corpo de um animal. No entanto, tenho consciência que a minha opinião está longe de ser dominante e acho que seria uma violência, em nome de princípios que me parecem excelentes, procurar consagrar na lei a proibição das touradas e impor por via policial os meus excelentes princípios aos outros (o que não implica de modo nenhum que eu abdique de dar a conhecer a minha opinião, na esperança que ela venha algum dia a ser maioritária).
Pois a questão, é que uma maioria parlamentar resolveu seguir o sinal que vindo da sociedade civil potenciava o fim das touradas. ou pelos menos destas…

(publicado no 5 dias)

Anúncios

Comentários»

1. Sandra Cunha - Agosto 2, 2010

Em relação às palavras do António Figueira que aqui transcreves, só não concordo com a ideia de que por não ser uma opinião dominante (e não tenho assim tanta certeza que não seja!) “não se deva consagrar na lei a proibição das touradas e não se deva assim impor aos outros os meus (e dele) excelentes princípios”. Humildade mas não tanto.

Penso que as diferenças devem sempre ser respeitadas. Até um certo ponto. Até ao ponto exactamente em que interferem com a liberdade e dignidade dos outros. Neste caso, dos touros. Não se trata aqui somente de uma questão de opinião, em que uns gostam mais de verde e outros de vermelho e gostos não se discutem. Trata-se da dignidade e dos direitos de outros seres vivos. E mesmo que as touradas sejam defendidas pela maioria (o que como já disse, duvido muito, muito)é uma pratica profundamente errada. Portanto tem de mudar. Por essa ordem de ideias (respeitar a ideia dominante) não se tinha acabado com a escravatura, com a proibição do casamento homossexual e com tantas outras barbaridades.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: