jump to navigation

(pmr) inesperadamente Janeiro 18, 2015

Posted by paulo jorge vieira in diário.
Tags:
trackback

sonho

Inesperadamente inscrevo-te no meu corpo

Andamos a escutar conversas que não entendemos

Obsessões de sentidos perdidos

Exercendo os poderes das pequenas coisas

Composições de corpos que nos enchem o tempo

Resgatando as pessoas que nos encantam

Diferentes caminhos do desejo

Um fado em que nos encaminhamos até o fim

(Jorge Christina Alves)

Comentários»

1. João Roque - Fevereiro 7, 2015

Quem é o autor do poema? Presumo que seja o próprio…

paulo jorge vieira - Fevereiro 7, 2015

eu mesmo caro João


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: