jump to navigation

caminhos Fevereiro 20, 2015

Posted by paulo jorge vieira in diário.
Tags:
trackback

papel

Poderia fazer tanta coisa. Poderia ler. Poderia escrever. Poderia cuidar das plantas. Poderia simplesmente passear pelas ruas da cidade. Poderia até não fazer nada…

Mas afinal não posso. Preso em quotidianos aborrecidos. Preso numa hiper comunicação entediante e desgastante. Preso num lugar onde tudo é sempre igual. Preso no que falta fazer por regras que me imponho.

Hoje sinto mesmo o cansaço de uma sexta feira que se arrasta. O cansaço de quem não consegue descansar porque a vida me entedia.

Por vezes apenas a sonoridade da poesia, a “estória” daquele romance, a fineza argumentativa do “paper” científico, o brilhantismo provocador de um texto num blog parece me dar energia.

E a minha busca é essa.

Repensar os pequenos nadas deste quotidiano na buscar de um algo perfeito. De uma perfeição feita de coisas infimamente pequenas. De uma perfeição feita de simplicidades. De uma perfeição que não abrirá telejornais, nem será debate interessante em nenhuma das múltiplas esferas públicas que vivemos.

E assim de repente apenas apetece parar. Abrir o word e escrever a alma que escorre…

Comentários»

1. pedro_jose - Fevereiro 20, 2015

A beleza dos ínfimos pormenores é imensa, bastará darmo-nos ao tempo para a encontrar🙂

paulo jorge vieira - Fevereiro 21, 2015

esses são os caminhos da vida


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: